fbpx
Fale conosco: (11) 3951.5407

Seria possível reduzir os gastos de sua empresa sem desligar o ar condicionado?

A resposta é SIM. Veja dicas sobre o assunto:

Normalmente os gastos exorbitantes de energia no verão são atribuídos aos aparelhos condicionadores de ar. Muitas pessoas já escutaram as queixas dos donos de estabelecimentos ou até mesmo queixaram-se de ter uma surpresa ao final do ciclo de consumo, imaginando que os equipamentos condicionadores sejam os grandes vilões na fatura de energia.

Aos que imaginam isso, temos uma boa notícia; vocês estão corretos! Os aparelhos em suma, costumam ter um consumo um pouco acima do normal  comparado à média de aparelhos eletrônicos convencionais. Entretanto, em entrevista com o Engenheiro Eder Sandro, diretor e sócio da Solar Ar Condicionado, há alguns itens que devemos nos atentar​ na hora de comprar, instalar e manter os equipamentos e assim obter o melhor desempenho e uma redução significativa no consumo. Segue as dicas:

Atenção na compra

Segundo o especialista, a redução do consumo inicia-se na fase de compra dos aparelhos. Dar preferência a condicionadores equipados com timers ajuda na hora de gerenciar o tempo de funcionamento. Contudo, em casos de solicitações de cargas de trabalhos elevadas, indica-se comprar aparelhos com tecnologia inverter (explicamos essa tecnologia em artigo específico).  Atentar-se aos selos de eficiência energética é uma boa prática, porém não basta apenas ter o certificado caso o equipamento for mal dimensionado para a operação. Logo, passamos para próxima dica;

Instalação e Dimensionamento

O dimensionamento da potência correta é essencial na hora de escolher seu equipamento. Existem atualmente na web calculadoras que efetuam esse trabalho, entretanto para ambientes mais complexos, tais como grandes ambientes residenciais, lojas, escritórios e instalações industriais, indica-se a contratação de um especialista. Isso por que, deve-se levar em considerações diversas variáveis,  (Tempo de exposição ao sol, número de aparelhos eletrônicos, pé direito do ambiente, etc.), além de que o mesmo poderá indicar diversas soluções para a sua necessidade, ajudando na economia tanto energética quanto no investimento.

Além dá dica acima, nosso entrevistado informa que ao contratar uma empresa para a instalação, no possível, tente instalar a evaporadora em lugar alto dentro do ambiente, isso ajuda no rendimento e na distribuição da demanda do ar, verifique também se a condensadora está sendo instalada em local amplo e com boa ventilação. Nunca deixe que as laterais e partes inferiores das evaporadoras fiquem bloqueadas. Erros de dimensionamento e instalação são responsáveis por boa parcela do consumo elevado, além de ter o rendimento e tempo de vida drasticamente comprometido.

Rotina de uso

A vida útil de seu aparelho têm além das relações indicadas acima,  uma relação intrínseca com a rotina de uso. Apesar de o aparelho ser bem dimensionado e ter a capacidade de manter o ambiente com temperaturas baixas; Visando o próprio conforto térmico, indica-se manter a temperatura entre 21 e 25 graus, isso porque de acordo com estudos e pesquisas da área, essas são temperaturas agradáveis à média dos usuários nos ambientes, não apenas pelo conforto, mas trabalhando nessas faixas, a vida útil do aparelho se prolonga.

Evitar janelas e portas abertas ou com exposição ao sol, no ambiente climatizado também é uma boa pratica. Nas janelas indica-se o uso de cortinas para quebrar a intensa penetração de luz solar. Sempre orientar os usuários a não deixarem o equipamento ligado na ausência de pessoas no local, entretanto se a ausência for momentânea, deixa-lo ligado se torna conveniente, evitando o aumento do consumo devido ao pico de energia que o aparelho solicita para entrar em operação.

Manutenção periódica

As manutenções são essenciais para preservar seu aparelho. Limpezas de filtros e verificações rotineiras são indicadas por todos os fabricantes. Além da economia no consumo de energia que é o tópico principal desse artigo, muitos equipamentos chegam a queimar seus componentes por má execução de manutenções. Portanto é sempre indicado, manter um plano de manutenção (Pmoc), principalmente em empresas cujo ambiente normalmente comporta um numero elevado de pessoas.

A manutenção normalmente deve seguir alguns parâmetros apontados em normas. Muitas empresas adotam o modelo com equipes de manutenção residentes, com funcionários da empresa especializados apenas nesse serviço, entretanto todo esse efetivo costuma ser inviável em questões financeiras, e nesses casos a contratação de empresas com fornecimento desses tipos de serviços, tornando-se viável para a preservação dos equipamentos.

Compartilhar postagem
  , , ,